27 de jun de 2016

ainda há tempo





























Depois do sumiço da Ana Maria, a menina (aos 12 anos) reassumiu que ainda brinca de boneca. Falei pra ela não se envergonhar porque isso é algo que não se resgata. Depois de um tempo, se brinca de verdade de ter filhos. Eu mesma engravidei dela aos 18 sem querer querendo e sempre pensei nisso. 
Já havia reparado que algumas amigas dela quando nos visitam, começam as brincadeiras na maquiagem ou nos esmaltes e a brincadeira termina com as bonecas sendo tiradas do armário até a outra mãe chega pra buscar. 


Tudo começou com o pedido da menina pra consertar o zíper quebrado desses saquinhos de dormir das bonecas antigas:


Por que ela me pediria aquilo, se ja afirmava que não se interessava mais pelas bonecas? E claro, andei incentivando a menina e comecei com bonecas disfarçadas de almofada. E assim foi:









































3 comentários :

  1. Pri, vc tem razão em incentivá-la a ainda brincar, se é o que ela quer. Ha tanto tempo para ser adulto, não? A infância, cada vez mais curta, deveria vser preservada até onde fosse possível.
    Lindas costurices!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Ai que lindo isso! Sorte dela ainda estar curtindo isso, curtindo muito esse brincar que quando acabar, acabou, não tem volta. Para quê pressa, então?

    ResponderExcluir
  3. Olá Pri, com tantos adereços coloridos e bonitos, e ainda mais costurados pela mãe, não admira que sua filha ainda se interesse pelas bonecas! E vc faz muito bem em incentivar! Acho que na Europa, apesar dos pesares, as crianças ainda são mais tempo crianças. No Brasil, vejo minhas priminhas de 12, 13 anos, se maquilando para irem para as festas, autênticas mini adultas. Acho tão sem propósito, uma pressa dela e dos pais, sem razão de ser! Adorei a boneca disfarçada de almofada! bj

    ResponderExcluir

Obrigada por costurar seu comentário aqui no bloguinho! ♥
Perguntas são respondidas no seu blog.