29 de mai de 2013

maquinas de costura john lewis

Morri quando li num blog que uma menina comprou uma máquina (a vermelha) da John Lewis, que é uma loja britânica que vende artigos diversos. Elas parecem simples, mas são tão lindas que precisava de mais gente para suspirar comigo. Elas tem um preço acessível e semelhante ao das outras marcas. Elas são lindas, coloridas e lindas. E lindas.




Eles não entregam fora do Reino Unido. A lista de visitas a lojinhas em Londres está enorme. Um dia cumpro isso. Me apaixonei. Ainda bem que não entregam na Alemanha, já ia pedir em casamento.

22 de mai de 2013

quadrinho bastidor de recados

Todo mundo que tem um cantinho criativo quer a mesa livre. Eu também. Sobretudo porque não tenho cantinho criativo definitivo e não quero ficar furando parede para fixar prateleiras sem ter um lugar que será pra sempre pra mim e minha máquina de costura. Então, preciso me inventar.
Esse quadrinho bastidor estava sobrando e o usei para guardar o meu bloquinho de idéias atual, ele é como um Pinterest que não é virtual. Nele, há uma lista de coisas para fazer. Fazê-lo foi fácil e é super adaptável. Ao invés de quadrinho bastidor, uma moldura de quadro pode ser usada. E por que não pôr na parede da cozinha para anotar as próximas compras no supermercado? Perto da mesa do computador para controlar as finanças da casa? E até para colocar acessórios de costura que precisam estar sempre à mão, como tesoura, fita métrica... Esse último eu ainda vou fazer.
Achei uma idéia boa pra dar aquele presente quando não se tem idéia do que dar!




. tecidos de estampas diferentes
. entretela
. quadro bastidor ou moldura de quadro
. renda ou aviamentos preferidos
. fita de cetim para o laço
. bloco de anotações e lápis

SEGREDOS:
♥ Peguei para mim aqueles lápis já pequenos dos filhos de tanto apontar.
♥ O laço esteve aí para esconder a ferrugem do fecho desse velho amigo bastidor.

Tecidos posicionados, alfinete neles. Que tal uma costura no meio para fazer bolsos para dividir?

Entretela neles. Prefiro fazer a bainha já escondendo a barra da renda. Fica mais 'limpo'.



Alfinetar pra ter certeza de onde ficarão as carreirinhas de costura que vão definir os bolsos.

Levantando o quadrinho e... vambora pra máquina de costura de novo.




Hora de posicionar no bastidor de novo e cortar os excessos.


Essa é a única forma de fechar a parte de trás do quadrinho bastidor que conheço. Depois fixo a borda de tecido com cola quente no bastidor. Será que existe alguma técnica melhor?

Alí está 'Feito com amor'. Só pra constar. Pronto. Já fiz a vida um pouco mais colorida por hoje. 

20 de mai de 2013

festinha de menina feita à mão

Não foi como eu esperava. Foi melhor. Tivemos lindos momentos, surpresas. Foi inesquecível.
Uma vez li com uma amiga um post de um blog de um francês radicado no Brasil, que conta suas impressões da sua nova terra e nele, ele comentou que as festas de aniversário do Brasil mais pareciam a coroação de um imperador romano. Que era comum encontrar mais adultos que crianças e bebidas alcóolicas também estavam presentes. Aquilo mexeu comigo.
Em compensação, aqui na Alemanha minha filha já foi em festa que não tinha nem bolo, uma vez era batata chips e refrigerante, noutra salsicha vienense com batata frita. No geral, os europeus comemoram sim com bolo e festa, mas é algo mais simples, charmoso e descomplicado. Não há salão de festa. Tudo é feito em casa. Talvez por isso hajam tantos blogs gringos com idéias incríveis para as festas. Mês passado minha mãe me contou no telefone que foi na festa da filha de 3 anos de uma parente, em um salão alugado para a festinha e tinha uma foto da menina que ocupava toda a parede. Pensei comigo: A festa foi pra quem? Pra filha ou pra mãe?
Onde foi parar o charme? Cadê a Bossa?
Enfim, como tenho jardim e meus filhos fazem aniversário na primavera ou verão, sempre faço a festa lá fora o que a faz parecer grande, mas não é. Tudo foi feito em casa e feito à mão e tem cara de feito à mão. E a festa da minha filhota de 9 anos ficou assim:



Toalha de mesa feita em casa


















Tulipas de tecido substituíram flores de verdade

Os baleiros receberam um simples laço de fita de cetim rosa para decorar. 
Os brownies à direita são da .


Costurei as próprias sacolinhas de lembrancinhas da festa para as 8 meninas convidadas, considerando que as de plástico com os mesmos motivos de sempre (só Princesas, Hello Kitty...) eram muito...não tinham amor. Neste modelo simples, elas levaram balas, docinhos de feltro e cada menina levou uma tulipa de tecido para casa.


Para ocupar as meninas, comprei esmaltes coloridos e acessórios para unha e todas elas fizeram a unha juntas. Foi uma diversão só. Virei manicure neste dia.



A receita do bolo de baunilha foi descoberta pela amiga no blog Glorious Treats. É na verdade, uma receita para cupcakes adaptada para o bolo que foi coberto com raspas de chocolate. O topper do bolo foi feito com um simples varal de bandeirolas de washi tape segurado por palitinhos de churrasco. Mas fiz bandeirolas de verdade que também se fizeram presente na festinha. 


Também foram trazidas para o presente da menina. Meu marido e eu nos juntamos e a presenteamos com uma casinha de jardim para ela. Que ainda vai receber uma lata de tinta, cortinas, flores e um peso para porta charmoso. Tem gente que dá uma mega festa no salão para os filhos, tem gente que dá iPhone pra criança, Nintendo 3DS e outras maquininhas semelhantes que fazem a criança ficar paradinha... Eu fiz uma festa simples e dei uma casinha de jardim com infância dentro.

Tudo o que fiz foi feito com o material que tinha em casa. Me comprometi a não comprar nada e inventar com o que tinha. Por isso as sacolinhas tem tecidos de estampas diferentes. Eram todas de restos dos meus retalhos.

Colaboraram MUITO para as minhas inspirações dois posts em especial da tag Goooglando do blog No meu Apartamento, da Rê: Um post sobre festinhas e até um outro post sobre casamentos. Valeu, Rê! ♥

14 de mai de 2013

organizador de mesa de caixa de sapato

Minha vida craft nasceu há um ano aproximadamente. Ganhei um vale compras do DaWanda, portal de venda de produtos artesanais, de vendedores independentes, onde mais tarde, abri uma loja para vender minhas próprias costurices. Preocupada em poupar com a taxa de entrega, procurei usar todo o valor em apenas uma loja e escolhi a Nothing Elegant, até hoje minha loja preferida por lá. A vendedora é uma simpática sul-coreana que vende muitas coisas que compra ao redor do mundo em suas viagens. Faltou vale presente pra comprar tudo o que queria, mas uma das melhores compras que fiz foi um organizador de mesa de papel, dobrável e montável em casa. Vendido por ela na seção de papelaria de sua loja, ele encanta pelas inúmeras possibilidades de se organizar as nossas coisinhas. Eu tenho esse aí da foto abaixo que já apareceu num post aqui antes.


Minha filha nasceu na data de hoje há 9 anos. Sim, hoje é aniversário da minha florzinha e depois que comprei esse organizador de mesa, ela vive pedindo um pra ela. Embora seja barato e super útil, ela mora na Coréia do Sul e levou uma eternidade pra receber meus produtos. Entre as muitas craftices que faço para minha filha, resolvi fazer um igual, subitamente inspirada por um post do blog M de Maria Ateliê que dividiu com a gente algumas descobertas muito úteis na web, inclusive um site holandês que tem um aplicativo para montar caixas e envelopes. É só dar as medidas e imprimir os moldes.


Na versão do organizador de mesa da minha filha, usei a tampa de uma caixa de sapato como base e a caixa em si foi usada para formar as demais caixinhas colada com uma super cola encontrada junto às ferramentas do marido (colar papelão é difícil, viu!). Revesti com papel presente e deu isso. Com as medidas tiradas pela tampa da caixa e dadas ao Ideogram ficou fácil fazer as caixinhas, é só descartar a tampa. Na hora de cortar o papel presente para revestir, vale a pena cortar com estilete e régua e não com tesoura para dar um melhor acabamento e nada de fita adesiva, com cola fica mais bonito.


Infelizmente, não fotografei o PAP mas fiquei feliz porque deu certo. Aí, guardei uma outra caixa de sapato para mostrar como fiz mas a encontrei destruída pelo filho de 2 anos! Achei bacana pelas inúmeras possibilidades que ele permite de se organizar nossas coisinhas.



Dá pra guardar algumas coisinhas na caixinha, tampar e esconder do irmão danado. 

Ela adorou e já está lá no cantinho dela. A festinha será no sábado, no jardim. Estou com a semana cheia por causa dos preparativos e preciso me organizar para os presentes de verdade. Acho que só volto semana que vem pra mostrar como foi, mas as visitinhas aos blogs amigos continuam. ♥

10 de mai de 2013

que dia é hoje mesmo?


Tenho visto tantas homenagens, freebies, projetos dedicados à elas. Às mães. Ontem mesmo foi Dia dos Pais na Alemanha e eu nem sabia. Isso porque aqui não há tanta exposição, tanta publicidade exagerada com o Dia das Mães (=forma de fazer dinheiro) com essa data que se tornou tão comercial. Pela primeira vez, depois do craft invadir a minha vida, eu vi algo bonito na data, com tantos projetos lindos e feitos à mão. Ou seja, não necessariamente comprados. Eles são feitos com amor. À minha mãe, mandei pro Brasil a Tilda que fiz para ela. Fiz o mesmo o que muitas amigas talentosas têm feito para suas mães. O mesmo gesto.

Minha filha faz aniversário na semana que vem. E o Dia das Mães me faz sempre pensar nela. O mês de maio sempre é pra mim um mês cheio de planos para o dia dela. Atropelei planos da lojinha, que foi fechada temporariamente para vir depois da reforma de casa com mais idéias e com produtos feitos com amor e não com pressa. Tenho dedicado 100% do meu tempo criativo para a festinha dela, que será feita no jardim de casa, com docinhos de feltro, bandeirolas e tulipas de tecido na decoração. Farei pela primeira vez, um aniversário para ela feito à mão. Mas e eu? E a mãe, o que ganha? 

Tudo o que minha mãe fez pra mim, ficaram os valores e assim a Tilda que fiz para a minha surgiu para ela. Espero, de alguma forma, passar esses valores, esses significados para ela com uma festa feita por mim, sem aqueles itens de decoração de festa de criança de isopor ou de plástico que sempre vão pro lixo depois da festa. Não espero nada, não espero uma Tilda no futuro dela mas sei que algo fica, porque quando lembro da minha infância, lembro das coisas simples, das pequenas coisas que realmente tiveram valor e é tão bom registrar esse momentos aos poucos na memória dela.

Ao fazermos os convites, foi idéia dela fazer esse tutorial com washi tape para decorar os envelopes dos convites. Isso, porque uma vez presenteei uma amiga com uma tag com a mesma proposta. Eu, a crafter mãe, nem tinha lembrado disso. Acho que os valores já estão sendo passados.

8 de mai de 2013

bolo de feltro

Depois dos docinhos de feltro, passei para um nível superior: os bolos. Esse foi o primeiro. Acho os meus tão mais simples, singelos e mais tímidos do que os lindos que vi nesse post da Maria. Mas vamos lá. O plano era não fazer com manta acrílica por dentro, mas com um material mais firme e resistente. Fui para a papelaria com aquela vontade enorme de comprar isopor. Não tinha.
Olhei para os lados e achei uma simpática caixinha para artesanato. Que material é esse, hein? É bem semelhante a madeira, porém bem fininho, quase quebra na mão da gente. (Pergunta de iniciante)

Material:

- isopor ou o que tiver como eu fiz!
- feltro
- sianinha
- miçangas para os suspiros.

Tampei a caixa. Tirei as medidas do feltro com a própria caixa. Acho que fazer isso é um exercício de bom senso: fazemos tudo conforme fica visualmente aceitável. Portanto, usei lápis para desenhar a circunferência e o comprimento do feltro que revestiria a caixinha usando ela própria como molde.


Então, colei com cola quente e cortei os excessos ao redor.

Em seguida, colei a sianinha em torno no bolo, de modo a cobrir as imperfeições de onde os retalhos de feltro se encontram.

Então, foram fixados com uma gotinha de cola quente os morangos e suspiros. Usei um lápis como referência para deixá-los bem retos em relação ao outro.





Pronto pra brincar. 




Os morangos foram reproduzidos a partir do tutorial do blog Lit'l Brown Birds Passion.
Os suspiros são do blog Fairy Fox, que também mantém uma loja Etsy com tutoriais para aprender.

6 de mai de 2013

docinhos de feltro

O aniversário da filha está chegando. Será o primeiro depois do meu amor pelo artesanato despertar.
Visitando os inspiradores blogs amigos, vi num post da Maria sobre chocolates no artesanato e outro sobre comidinhas de feltro em geral alguns docinhos super interessantes para decorar a festa ou até para as meninas brincarem mesmo, mas não tinha nada muito parecido com beijinhos. Ao começar a planejar a festinha dela, olhei o que tinha, não queria investir muito, já tenho um material considerável em casa dos últimos meses e queria inventar em cima disso, não só pela economia como também pelo desafio da criação. Percebi que havia muito rosa e amarelo e usei isso mesmo. 

Já produzi bem mais do que mostro nesse post, mas vou mostrar devagar. Só de olhar dá pra saber como fazer né? Não tem segredo. Esse é daquele nível mais fácil impossível.




- feltro cortado em círculos de 8,5 cm de diâmetro
- forminhas de papel para brigadeiros 
- tesoura, linha e agulha
- miçangas
- manta acrílica

Sobre o círculo: cheguei na medida do círculo por meio de um copo de pôr velinhas aromáticas, 8,5 cm foi o que mais deixou a forminha 'generosamente recheada' deixando um resultando visual mais bonitinho.

O primeiro passo é passar linha e agulha fazendo uma costurinha franzida como na foto em torno do círculo de feltro até formar uma bolinha entreaberta.


Em seguida, preencha-o com manta acrílica.



Ajuste-o no final para ficar bem fechadinho.



Agora é hora de costurar a miçanga.


Pingue uma gotinha de cola quente no fundo da forminha e encaixe o docinho dentro segurando pela miçanga, como se fosse uma tampa de panela e fixe-o na forminha.








Tá pronto. Simples e transforma a mesa da festinha. Já estou me divertindo antes da festa chegar.