28 de jan de 2018

jaleco de médico do menino





























Ele chegou em casa contando que haverá uma pequena festa à fantasia apenas para alunos antes das férias de Carnaval. Dentre as atividades que a escola organizou, um simpático festival de piadas no palco da escola, onde os alunos devem estar devidademente vesidos como as piadas descrevem os seus personagens. Como a piada do menino será de médico, ele já veio pra pedindo pra eu costurar a sua fantasia e não comprar a roupa.
Aquilo mexeu com o meu coração, porque o menino identificou ali que a mãe costura e está ali pra resolver esses probleminhas. Também fiquei muito grata pelo fato da piada ser de médico e não de peixe, astronauta ou qualquer outro figurino muito difícil de se desenvolver.
Visto que assisti à minha mãe costurar camisas a vida toda, o princípio do corte e da costura não era novidade para mim, mas recomendo a dica do site Paperblog, cuja medida é feita a partir de alguma camiseta da criança mesmo, para quem quiser reproduzir.


Mas a experiência de ter assistido à mamãe costurar camisas a vida toda, não me ajudou no começo. 
Cometi um erro primitivo ao cortar as costas! Foi pressa, só pode. Se você não entendeu o que eu quis dizer com isso, olhe sua camiseta e veja se ela foi costurada ao meio nas costas. Provavelmente não. Então dei risada disso e fiz um belo pesponto pra disfarçar, afinal é só um jaleco de médico pro menino.



Aquela etiqueta de bigode de sempre porque ainda não tenho as minhas e nem as de sempre com mensagens fofas de Handmade, Homemade e etc.





Preciso dividir aqui que este post foi um oferecimento de uma certa marca de balinhas de iogurte aí. Sem elas, o menino jamais teria topado fazer essas fotos:



24 de jan de 2018

minha bolsa de carteiro Florabella

































Há anos eu queria fazer essa bolsa de carteiro. Logo eu avessa às bolsas, usuária de bolsa de mão, de clutches. Mas algo me fez pensar em bolsa. Uma é que comecei a estudar italiano: pra trabalhar a cabeça e conhecer gente, me presenteei este hobby. Outra é que eu já tenho uma bolsa suficientemente grande pra carregar livros e caderninhos, mas é uma bolsa de verão. Um tanto colorida demais pra esses dias frios e cinza de mais um inverno. 
Recorri ao azul, minha cor preferida. O bom de se costurar bolsas pra si mesmo é aplicar mudanças nos moldes originais para atender às nossas pequenas necessidades do dia a dia. Eu a costurei prática o suficiente já pensando na procura por chaves, telefone celular na bolsa e assim por diante. 
Recorri também à proposta do blog Jolijou na adaptação do tutorial Florabella do site Farben Mix, que aliás eu não comprei o tutorial não, olhei a foto e fiz a minha Florabella do meu jeito.
Cheguei aqui nesta deliciosa tarefa:

































Com tecido sobrando do pacote de 4 fat quarters, consegui o milagre de ainda costurar uma mini necessáire e um estojo pra levar sempre nessa bolsa:

























































Usei a dica divina do blog Hamburger Liebe de como fazer em casa uma fita em que chamamos na Alemanha de Paspelband (se você souber o nome em português, me traduz aí, vai!), que consiste em costurar um viés ou qualquer tira de tecido com a estampa desejada com um cordão dentro. Usa-se então essa fita quando se costura um tecido sobre o outro, deixando apenas a parte do cordão (já com a estampa desejada) à mostra. Serve pra dividir, colorir a peça e na minha bolsa deu até uma estabilidade, um limite do que é frente, lado e fundo da peça:





 Ci vediamo! Arrivederci! ♥




10 de jan de 2018

guirlanda com flores de feltro































O tecido em algodão está escasso aqui no meu cantinho da costura e o algodão aqui em casa se resume a retalhos ou já destinado para algum outro projetinho. No entanto, o feltro está sobrando. Alguns tutoriais simpáticos de flores de feltro já haviam passado pela timeline do meu Pinterest. Fui atrás de diferentes amostras pra usar o que tenho a favor de algo que faço todos os anos: uma guirlanda nova para a casinha das crianças no nosso jardim. Ano passado não foi diferente e sempre a refaço porque apesar de a porta não tomar sol e chuva direto, de alguma forma, o vento, a neve acaba tirando a cor dos tecidos das flores que faço para essa guirlanda. Ela se desgasta. Então, todos os anos faço algo novo, nutrindo meu hobby e minha terapia que é brincar com tecidos e agulhas.
































































Eu não tinha porém, a cor básica da natureza à disposição que é o verde. Então, parece que eu consegui fazer uma guirlanda de flores sem folhas, sem verde, que eu acredito que ficaria com uma aparência mais doce. A intenção é usar o que tenho e não comprar mais. Conseguir produzir com o que tenho à minha volta e não deixei de fazer ou fui correndo comprar feltro verde para isso. Gosto de ganhar espaço nas minhas coisas, usando o que tenho para coisas doces e criativas. Isso faz parte de um objetivo de estudar como gasto com meu hobby. Já comprei tanta coisa que nunca usei e toma espaço. Gosto de conseguir unir esse pequeno útil ao agradável.






























Ainda tenho mais uma guirlanda para a porta de casa e já iniciei algumas lavandas de feltro (indico os tutoriais lá no final do post) para isso porque tenho muita lavanda no meu jardim. Eu amo lavanda de coração e quando vi o tutorial, eu apenas fiz! Essa segunda guirlanda não está pronta e pretendo mostrá-la aqui em breve. Isso vem a ser uma desculpa, já que apesar do sol bonito dos últimos dias, visível até na foto acima que roubando a cor das flores de feltro, está frio aqui! Ainda é inverno, venta muito e vou adiar a tarefa de sair lá fora pra fixar a guirlanda na porta. Quando a próxima estiver pronta, faço isso tudo de uma vez! 






























♥ Tutorial em vídeo da lavanda de feltro: Annita Loja.
♥ Guirlanda de flores de feltro: Mrs. Meyers.
♥ Outras dicas de flores de feltro no meu Pinterest.