26 de jan de 2013

meu primeiro cursinho de costura


Hoje fiz meu primeiro cursinho de costura. Se tratava de um curso para iniciantes. Procurei ir bem humilde, sem mencionar a minha lojinha online de produtos feito à mão ou alguma habilidade, fui para aprender pequenas coisas que tinha certeza que me acrescentaria muita coisa.
Ao chegar, o momento é de frustração porque a maioria das participantes, assim como eu, ganhou de presente de aniversário ou de Natal uma nova máquina de costura, mas eu ganhei a minha há 3 anos e algumas estavam tirando os itens novos da caixa. Eu, com a minha simples máquina AEG (? É uma marca da Electrolux) e as meninas de 20 desempacotando suas novas máquinas mega bombásticas da Singer, digitais, cheias de recursos e com bobina na parte superior da máquina, sem saber onde colocar o carretel. Não tô reclamando da minha maquininha, o melhor presente de aniversário da minha vida, mas fiquei olhando aqueles pontos lindos que ela faz, flores, ondas e o único ponto diferente que a minha faz é um zigue zague. 


Fui para aprender coisas básicas, o manuseio da máquina, como limpar, com que frequência, costurar casa de botão, pregar zíper. Realmente, atendeu a minha expectativa por um lado, mas esperava mais, muito do que queria aprender, não aprendi. Descobri que colocava a linha errado, também levei aquele puxão de orelha porque o pincel de limpar a sugeirinha de dentro da máquina estava limpo e novo, ou seja, nunca foi usado. Minha mãe faz falta. Impossível não pensar nela, que me ensinou tudo o que sei e poderia me orientar tanto agora. Só assim para entender a vida. O tempo todo em que estive com ela eu usei tão pouco essa oportunidade e agora preciso aprender tudo sozinha, correr atrás de cursinhos, fornecedores com bom preços, peças para a máquina, pesquisar. Quando lembro que ela tem sianinhas, fitas de cetim, zíperes, elásticos, linhas de TODAS as cores sobrando em casa e eu preciso comprar tudo...que injusto, mas só assim para dar valor a esse querido hobby. No final, fizemos uma bolsa que se pode chamar de necessáire, porém sem zíper. E uma bolsa de ombro que a professora do curso cortou pra mim mas o corte veio com um lado maior que o outro, não percebi e precisei dar um jeitinho de disfarçar que o forro estava maior que o tecido externo. Ficou tão feio que fiquei com vergonha de mostrar aqui, embora minha família tenha achado lindo e meu marido tenha perguntado se colocaria à venda na lojinha. 


O saldo do curso foi: saber que quem quer começar a treinar os primeiros pontinhos na máquina, deve começar com tecidos mais grossos, para ter firmeza na máquina e nada de algodão, seda, tecidos leves e que escorregam fácil. Para dominar as curvas, deve-se tentar costurar círculos e corações no tecido.
Para quem quer ir para as roupas, como eu, deve começar pelas saias ou calças. Camisas, blusas ou as sonhadas batas devem vir por último, porque exigem mais habilidade e também por conterem mais elementos: bolsos, golas, zíperes, o que as tornam mais difíceis. Sempre que se começa pelas blusas, vai sempre fazer errado quando não se domina a técnica. Para quem tem muita vontade de costurar blusas logo, ela recomendou começar por vestidos simples. Eu queria tanto já fazer umas batas lindas pra mim para o verão. A professora foi muito simpática e atenciosa. Vou fazer mais um curso de costura intensivo em abril com ela, que será realizado em três fins de semana, durando o dia todo. Estou ansiosa, fiquei com vontade de fazer mais, mas moro em uma cidade pequena. Infelizmente, não há muito a se oferecer. Vou postar aqui também as minhas impressões do próximo cursinho. Mal posso esperar!

As lindas imagens são da ilustradora britânica Clare Owen.

Assim como a mocinha de expressão triste que ilustra meu perfil no Blogger e nas redes sociais. Amo ela porque:
. ela tem um coraçãozinho naquele buraquinho do colo
. porque carrega uma referência à atriz Jean Seberg no filme francês Acossado de Jean Luc Godard.
. porque ela tem cabelo Joãozinho assim como eu cortei o meu dois anos atrás. Toda vez que a vejo quero cortar de novo, mas lembro como foi difícil meu cabelo chegar ao Chanel que está agora.


Blog Clare Owen Illustration // Loja Etsy Clare Owen // Galeria Flickr

15 comentários :

  1. Oi Pri, que legal o seu relato, eu estou louca para começar a costurar, já comprei tecido, aluguei um livro na biblioteca, mas me falta a coragem de comprar a máquina. Compro logo uma boa ou uma pequenininha para começar e depois quando resolver investir mais compro uma maior? O que vc acha? Minha intenção é só fazer coisas para casa do jeitinho brasileiro que não existe aqui no UK. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal que você tem interesse nas costurices, Larissa.
      Eu começaria por uma média. Nada das mais baratinhas e marcas desconhecidas. A Singer tem umas modernas e bem interessantes. Aqui na Europa, a gente compra a preços mais acessíveis. Meu marido pagou uns 100 euros na minha e eu no lugar dele, hoje, entendendo mais investiria até uns 250, no máximo.
      Preste atenção nos recursos, leve alguém que entenda ou compre numa loja especializada que você faz uma boa compra. Acho que iniciantes não devem gastar muito.
      Eu não faço idéia de quanto elas custam no Brasil porque minha mãe sempre teve máquinas industriais, mas aí no UK não deve ser muito diferente daqui.
      Beijos!

      Excluir
  2. Oi Priscila!

    Foi uma experiência legal, né?
    E nem ligue para as máquinas poderosos.
    Elas não criam e nem desenvolvem dons e habilidades :)
    Acho que só pelos pontos, que acho lindos também.
    Pincel? Que pincel??? rs

    Família apoia em tudo :)

    Em pensar que eu já costurei em algum momento da vida, e roupa!rs

    As ilustrações são lindas mesmo, e legal saber a explicação da moça com coração no olhar :)
    Bem costuramor!

    bjs
    Ainda não te respondi porque estou nas invenções para te enviar também...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o pincel que limpa a sujeira de dentro da máquina.
      Eu também já dei uma forcinha nos uniformes que minha mãe costura.
      Estou ansiosa pra saber das suas idéias!

      Excluir
  3. Olá Pri,
    Curso de costura,que Maravilha!!
    Gostei muito das dicas,vou tentar costurar rsrs
    Adoro a mocinha que você usa,ela tem uma historia chick,não sabia.
    Quero saber tudo do outro,viu?
    xerOO

    ResponderExcluir
  4. Oi Pri!

    Que bom saber que vc estar por aqui, na Alemnha e Blogueira. Ainda gosta de costura!! Moro perto de Köln e tenho um ATELIER que amooo! Adorei seu blog, um estilo muito criativo. Sabe que ate hoje não consigomcolocar marca d'água nas minhas fotos... Esse mundo digital me deixa doidinha... Estou com uma agencia preparando meu logo e etiquetas e vendo se consigo mudar o layout do blog.
    Um prazer te conhecer e vamos trocando figurinhas, ok?
    Beijos...

    ResponderExcluir
  5. PRI, COMPREI MINHA PRIMEIRA MÁQUINA EM DEZEMBRO DE 2011, ERA UM ELGIN.COMEÇAVA A COSTURAR, ARREBENTAVA A LINHA,FOI PRO CONSERTO VÁRIAS VEZES. TROQUEI POR UMA SINGER FACILITA. APRENDI A COSTURAR COM MINHA MÃE E COM MINHA IRMÃ.APRENDI A SENTAR NA FRENTE DA MÁQUINA, LIGAR, DESLIGAR E COSTURAR RETO.DEPOIS DECIDI EU MESMA COSTURAR DO MEU JEITO. JÁ FIZ VÁRIAS ROUPAS PRA MIM E PRA MINHA FILHA. PEGO UMA ROUPA E CORTO POR ELA.COSTURO DO MEU JEITO.NÃO TENHO PACIÊNCIA PRA AULAS. A PROFESSORA QUER QUE TODOS FAÇAM A MESMA COISA NA MESMA HORA. PRA MIM NÃO DÁ. SOU DETERMINADA, AFOBADA.FAÇO O QUE QUERO, QUANDO QUERO.TEIMOSA E PERSISTENTE.E ASSIM SOU EU.BJS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rosana,
      eu tive essa sensação também, que ela queria que fizéssemos tudo junto e ao mesmo tempo as mesmas coisas e nem todo mundo têm o mesmo ritmo.
      Mas achei interessante aprender a tirar medidas e entender as tabelas e nomes de pontos das revistas de moldes. Tenho ido mais por isso.
      Mas sou afobada que nem você, não espero não. :)

      Excluir
  6. oiii Pri não liga não o que interessa é você se superar mais e mais....e fazer muito mais coisas fofas ...
    tudo de bom no seu curso ...sucesso
    bjaoooo
    boa semana

    ResponderExcluir
  7. Que barato vc contando as suas impressões do cursinho! Todo mundo já passou por isso um dia, em algum campo da vida. Sabe que muita coisa aprendi sozinha? Metendo a cara mesmo, xereteando na internet, comprando revistas e mais revistas. Aí, vou fazendo e descubro que era do jeito certo mesmo ou aprendo o "pulo do gato" numa revista qq. Força, amiga, que o mais importante vc já tem: vontade e criatividade!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Pri.

    Acho q entendo esse seu sentimento de ter perdido tempo e não aproveitado + para aprender com sua mãe. Minha mãe, hoje com 88 anos já não faz quase nenhum trabalho manual, mas qdo + jovem tinha mãos de fadas, fazia de tudo (costurava, crochê, tricô, bordado, doceira) e tudo muito bem feito e de bom gosto, mais eu praticamente não aprendi nenhuma dessas prendas com ela. Ãcho que não era o meu tempo de aprender essas coisas. Hoje eu gostaria de saber, mas o tempo de viver com minha mãe já passou.
    O q quero dizer é q esse é o seu tempo de aprender, ligue pra sua mãe e tire as dúvidas, frequente cursos, pois por menos aprendemos sempre aprendemos alguma coisa.
    Acho q você está no caminho certo, e o caminho certo significa tropeços Pri, o grande lance é não desistir de seguí-lo.

    ps.: infelizmente Pri o nosso Brasil ainda é um país de 3o. mundo. Qdo ainda morava lá eu ficava indignada qdo ouvia comentários dos estrangeiros dizendo isso, mas hoje eu vejo q eles têm razão de dizer isso, pois eu vejo, e sinto, as diferenças entre os países de 1o. e 3o. mundos. Muito lamentável.

    ResponderExcluir
  9. Vc sabe que eu passei a minha infância/adolescência toda ao lado de minha avó (faz 90 anos hj), que era costureira de mão cheia, mas a vontade de costurar só apareceu agora. Triste, pq a minha vózinha ainda está viva, mas com relação à habilidade, não mais. Nem escutar, não escuta direito. Sinto tanto pelo tempo que perdi, pois tb poderia ter pego váááárias dicas com ela. Agora, preciso me virar mesmo. Mas enfim...
    Vc poderia mostrar a bolsa assim mesmo. Muita gente posta e dão dicas "do que NÃO fazer".. hahaha!
    Adorei saber a sua impressão sobre a mocinha do coração no colo. Eu adoro cabelo curto, mas como meu cabelo é grosso e cheio (de japa), fica igual a um capacete. Fica uma aberração :(
    Bjns
    :)

    ResponderExcluir
  10. Oi Priscila!
    Vim aqui por acaso, porque vi seu blog na #sextacriativa. Sei que não é esta postagem que você colocou lá, mas não pude deixar de ler o que você escreveu e relembrar os meus tempos de aprendiz na costura (quer dizer, ainda me considero aprendiz, já que a gente nunca sabe tudo né). Quando você escreveu sobre a máquina de costura, comparando com as outras me deu aquela nostalgia, porque a primeira máquina de costura que eu mexi era daquelas de ferro, bem pesadas, antigonas mesmo. E uma coisa é certa: de nada adianta ter a máquina mais moderna e cara do mercado se não se sabe usar. Melhor mesmo é ter uma máquina e saber todos os macetes dela!!
    Costurar é arte mesmo e como qualquer arte, exige tempo e paciência. Sei que logo você vai estar costurando muitas blusas, calças, vestidos e tudo que tu quiser!
    E olha o lado bom, pelo menos tu não começou costurando no papel, como eu hahahahhahaha

    beiijoooss

    ResponderExcluir
  11. Pri,
    nunca pensei que fosse me interessar por costura. Mas desde que comecei a conhecer a blogosfera e ver tanta coisa linda, hoje tenho uma vontade imensa.
    Ver um relato como o seu e ler as duas dicas, dá vontade de pegar um jeans e ir tentando costurar círculos e mais círculos.
    Contudo, esse desejo vai ficar para a lista das coisas que quero aprender/fazer antes de morrer.

    As imagens são lindas!

    beijinhos :**
    Carol
    www.umblogsimples.com

    ResponderExcluir
  12. Oie Pri,
    minha mãe é costureira, vestiu todos nós, são 5 filhos, mas acredita que eu nunca me interessei a aprender... maaaas hoje vendo todas as coisinhas lindas que as blogueiras fazem fiquei com muita vontade de aprender, fiz até um coração com bordado a mão um dia desses, está no meu blog! Legal seu cursinho, no próximo será ainda melhor, pode ter certeza, Deus abençoe seu trabalho de costutinhas!

    http://docelardaeli.blogspot.com.br
    Doce dia,
    bjoos, eli.

    ResponderExcluir

Obrigada por costurar seu comentário aqui no bloguinho! ♥
Perguntas são respondidas no seu blog.