30 de abr de 2013

certificado de cursinho de costura

Contei a uma amiga que meu cursinho de costura acabou e ela perguntou pra mim: 'E aí, você recebeu um certificado, alguma coisa assim?' Não, não recebi. Falei que só me inscrevi no curso pra entender esse troço na imagem aí de cima. Isso é um molde de revista de corte e costura e é daí que se tira o molde para o corte do tecido que vai se tornar roupa. Nunca entendi, apesar de minha mãe ter ainda toneladas de revistas Manequim, como entender isso aqui sozinha e em alemão? O curso me ajudou muito nisso. Ver esses montes de linhas e cores e umas palavras intrusas  e desconhecidas me fez tomar essa iniciativa. 

Do último fim de semana, os frutos foram uma saída de praia e uma camisa, ou jaquetinha leve como chamamos aqui, com aqueles tecidos que são levemente transparentes, para blusas que se usam com um sutiã bem bonito ou com um top. Optei por branco porque as estampas da pequena loja de tecidos aqui da cidade eram assustadores, me senti nos anos 80. E amo branco. Tenho até uma saída de praia com o mesmo tecido dessa que costurei mas é um macaquinho (overall) e foi feito anos atrás pela minha mãe.














Parece que deu certo mas não deu. A saída de praia é super mega fácil de fazer. Nem usei molde. A proposta da revista era uma blusa, mas por sugestão da professora e porque o verão está chegando, fiz a blusa mais comprida e virou uma saída de praia. Essa tá pronta pra usar. Já o corte da blusa foi feito no tamanho 38 (sistema de medida europeu) como compro na loja mas na hora de vestir não coube e quando pronta, a blusa ficou com tamanho 36, apesar de eu ter respeitado 1 cm para a costura da peça. Quando cheguei em casa e li as instruções da revista e vi que segui menos do que deveria. O correto seria respeitar a margem de 1,5 cm e 2,0 cm para determinadas partes e não 1,0 cm. Mas fiz 1,0 cm porque a professora recomendou. Confiei na segurança dela e nem olhei na revista pra ter certeza. Talvez ela dito pra eu ver  e não ouvi. Não sei mais.
Pra piorar, o pezinho que faz a casa do botão da minha máquina está caindo e confio muito nele para fazer do tamanho certo. Nem vou tentar muitos truques para fazer sem ele. Vai ficar feio, eu sei.
Acabei fazendo só uma casa quando percebi o problema do pezinho só para fotografar a roupa.

Muitos alfinetes e ferro de passar ligado ajudaram a fazer esse franzido e a tira que leva os botões da camisa. Eu aproveitei o curso mas não pretendo costurar muitas roupas por agora, ainda tenho um amor enorme pelas minhas pequenas criações e vou fazendo as roupas na minha vida devagarinho, mas confesso que ver pronto é uma sensação incrível. A blusa, claro, não vai coube em mim, mas aprendi com o tropeço. Afinal, é assim que se aprende. Ao constatar que ela tinha ficado pequena, fiquei chateada, porque depois de tanto trabalho, o sentimento é que a gente merece que a roupa dê certo. Mas vou mantê-la, até como um certificado do meu cursinho de costura. Vai ficar guardada. Pra lembrar, pra aprender. 

Esse modelo foi retirado da edição de março deste ano da revista Burda Style. Abaixo, está o modelo original da revista.









Se você ficou com vontade de aprender também e está no Rio, a Débi, do blog Lusco Fusco Criações, que também é colaboradora do blog Clubinho da Costura está realizando um Curso de Modelagem! Veja as informações de como participar aqui.


13 comentários :

  1. menina, este certificado pode ser colocado na moldura. Parabéns pelo seu curso e, quando vier ao Brasil, leve tecidos de montão para dar vazão à sua criatividade e desejo de produzir. Vou visitar a sua amiga (só de curiosidade) porque definitivamente a costura não faz parte do meu universo.

    ResponderExcluir
  2. Oi Pri,
    Parabéns... essa é uma técnica que eu não domino (ainda... quem sabe uma hora eu me animo) e por isso admiro muito quem consegue transformar um pedaço de tecido em uma peça linda.
    Adorei essa jaquetinha... um charme.
    Beijinhos,

    ResponderExcluir
  3. Oi Priscila!
    Eu adorei o seu certificado!
    Acho que o curso 'fez o que tinha que fazer' agora você vai fazer de tudo.
    Entendo o universo dos moldes, agora é tentativa , erro e prática.
    Adorei a saída de praia e a blusa, mesmo com todas as suas observações.
    Minha avó sempre fez casas à mão, e ficavam perfeitas.
    Eu ficava olhando ela costurar, e o que aprendi ( e já esqueci!!!) foi com ela e depois com 'aulas' que tivemos com a mãe de uma amiga, com aquelas réguas de madeira confusas também rs

    Continue as pequenas e as grandes costurices.
    O Ateliê da Débi é pertinho de mim, mas costurar não está na minha lista agora, só se for por curiosidade...mas e o tempo?

    O Blog lindo fez sucesso por lá!
    Os mandamentos são da Andrea e da Claudia do Superziper, deixxei o link do post para a leitura na íntegra!
    bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Maria.
      Nossa, casa feita na mão?
      Essa é pra quem pode, pra profi mesmo!
      Os Mandamentos são super bacanas, tinha que ser das meninas do SuperZíper, adoro elas.

      Excluir
  4. O certificado é a blusa!!!! Pense assim (como eu tento pensar com o patchwork): "sou uma estudante da costura, uma aprendiz curiosa e feliz." Só por descobrir como as coisas são feitas já me dá uma baita alegria!
    E se vc conseguiu compreender o que querem dizer aqueles moldes complicadíssimos já valeu muito!Devagar se vai ao longe!
    E não é que a blusa não deu certo: ela só não ficou do seu tamanho!
    A próxima será um estouro!!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi Pri! Foi Linda a feira. Na Peroxide combinamos de ir juntos, que, sabe! A Lu ta aqui em casa. Nos Connection a um tempinho e dessa vez deu certo irmos juntos pra uma feira de Patchwork.
    Parabéns pelo curso. Beijos carinhosos e bom feriado!

    ResponderExcluir
  6. Olá Pri,

    O "certificado" ficou lindo! A saída de praia também. Esses moldes de revistas sempre tem diferença de numeração se comparado as roupas compradas prontas, quando uso costumo pegar o número acima, mesmo que tenha que apertar um pouquinho na hora da prova. O importante é que aprendeu a fazer, o resto é vem com a prática.
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Pri! Fiquei mesmo com vontade de ter! Bom, 36 é meu tamanho rsrs... :) Amo essas camisas levinhas! Ficam muito bem sempre! Mas acho que costurar não é minha praia... Tô adorando suas visitas no meu blog! <3
    Beijocas...
    Carol Hepe

    ResponderExcluir
  8. Adorei o certificado do seu curso, Pri!
    O importante é que vc aprendeu a ler aqueles gráficos malucos... hahaha! Eu nem sonho como se desvenda aquilo... rs!
    Adorei as peças que vc costurou.
    Bjns
    :)

    ResponderExcluir
  9. Oiê!

    Cheguei no seu blog devido uma pesquisa de como colocar botões de redes sociais no blog ^_^

    E me deparo com essas costurinhas lindas... Amoooooo!!!

    Já estou por aqui e voltarei sempre que puder!

    Ahhhhh os botões deram certos hehehe...

    Fica com Deus!

    Beijokassssssssssssssssss...

    ResponderExcluir
  10. Priscila, sempre me disseram que o pior da costura, são as mangas e a gola.
    E quando me aventuro em costurar blusa, não faço nesses modelos.
    Mas, faz anos, que não me aventuro em costurar roupas.

    ResponderExcluir
  11. Oi Pri, que legal suas costuras. Não sou fã de costurar roupas, gosto mesmo é de artesanato.
    Quando olhei o molde, lembrei na hora da minha avó. Ela sim era uma costureira de mão cheia - nem me comparo a ela -, pois vivia da costura para alimentar minha mãe e meus tios.
    É assim mesmo, com os erros vamos aprendendo a ser uma ótima costureira.
    Beijos, boa quarta-feira.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Obrigada por costurar seu comentário aqui no bloguinho! ♥
Perguntas são respondidas no seu blog.